PUBLICIDADE

Como tirar nudes com segurança

Só as pessoas que você escolher devem ver suas fotos. Saiba como se proteger

Se antes a nudez era reservada às revistas que ficavam no fundo da banca, hoje basta um celular para expor o próprio corpo de maneira erótica. A frase "manda nudes" ganhou popularidade quando a prática de enviar fotos nuas também se expandiu das pessoas "ousadas" para qualquer um.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, diferente de quando as fotos eram analógicas e podiam ser guardadas na privacidade do seu armário, atualmente os dispositivos são conectados à internet e, mesmo sem enviá-las, as nudes podem parar na mão de quem você não quer. Além disso, mandar fotos eróticas para outras pessoas requer cuidados porque a confiança nem sempre é eterna.

Tirar nudes não é errado e não deve ser motivo de vergonha. Se você resolveu mandar para um namorado ou ficante, uma amiga ou crush, só a pessoa que você quis deve ver. Em geral, há duas situações em que a sua privacidade está em risco: caso a pessoa para quem você mandou divulgue suas fotos (situação que, se for por vingança, é chamada de revenge porn) ou se as fotos são "roubadas" de onde estão salvas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por isso, o coletivo Coding Rights desenvolveu dicas que ajudam a proteger suas nudes. Selecionamos e explicamos algumas delas a seguir:

1 - Se torne anônimo

Tudo que torne você única deve ser evitado nas fotos. Seja seu rosto, suas tatuagens ou suas mobílias, essas características podem dizer que aquela foto é sua no caso de vazamentos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Existem alguns aplicativos que podem ajudar você nesta missão. O Obscuracam, por exemplo, apaga os rostos da foto se eles aparecerem. Escolha de cenário uma parede lisa ou um lençol sem estampa.

2 - Esconda os metadados

Quando uma foto é tirada, há algumas informações por trás dela, como data, hora e até localização, e são chamadas de metadados. Isso é mais uma maneira capaz de identificar as nudes em caso de vazamento. Há aplicativos que apagam e modificam essas informações. O guia sugere um que se chama Photo Exif Editor.

3 - Saiba por onde está enviando

Há formas mais e menos seguras de enviar uma nude.

Enviar fotos nuas pelos aplicativos comuns, como Facebook Messenger e Whatsapp, é o jeito que deixa você menos protegida. Isso porque quem recebe guarda, além de as fotos estarem associadas a seu nome.

Dentre estes aplicativos mais usados, Snapchat, Telegram e Instagram têm opções de destruição em tempo determinado em que você pelo menos sabe caso a pessoa tire print.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas para quem quer segurança de verdade, o Guia Sensual de Segurança Digital sugere Confide ou Wickr, que são aplicativos que não exigem suas informações para fazer login. Assim, não é possível associar suas fotos à sua conta.

4 - E atente-se a onde está armazenando

Se você tira suas nudes com o celular, é muito provável que essas fotos vão parar na internet, por causa do armazenamento em nuvem. Cheque isso e apague os rastros, caso queira ter mais segurança. O Guia sugere guardar os nudes em uma pasta com uma senha forte no seu computador.