PUBLICIDADE

Citalopram (comprimido revestido)

Princípios ativos: citalopram

ESTE TEXTO FOI EXTRAÍDO MANUALMENTE. CONSULTE SEMPRE A BULA ORIGINAL

Uso de Citalopram na gravidez e amamentação

A experiência clínica de uso em mulheres grávidas é limitada. Estudos de toxicidade reprodutiva não forneceram evidências de uma incidência aumentada de dano fetal ou outros efeitos deletérios sobre o processo reprodutivo. 

Existem informações sobre a excreção de citalopram no leite materno, mas tais informações são insuficientes para a avaliação do risco para a criança. Recomenda-se cuidado. 

• Gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando. 

• Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. 

• Interrupção do tratamento: não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Não interrompa o uso de citalopram abruptamente. Seu médico saberá o momento de suspender a medicação. Quando isso ocorrer, a suspensão deverá ser feita gradualmente. 

• Reações adversas: informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, como: náuseas, boca seca, sonolência, sudorese aumentada, tremor, diarreia, dor de cabeça e insônia. 

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. 

• Ingestão concomitante com outras substâncias: o citalopram não deve ser administrado a pessoas em uso de inibidores da monoaminoxidase (IMAOs). O citalopram só deve ser iniciado 14 dias após a suspensão destes medicamentos (IMAOs). 

• Contraindicações e Precauções: em caso de gravidez ou amamentação, consulte seu médico. O citalopram deve ser usado com cuidado em paciente com doença hepática grave. 

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas. 

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento. 

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE. 

Mais de: Citalopram