PUBLICIDADE

Quem tomou vacina do sarampo há anos está suscetível à doença

Vacinação perde efeito após 15 anos; hoje, Brasil enfrenta surto da doença e nova dose é necessária

Um estudo descobriu que pessoas que receberam a vacina do sarampo há mais de 15 anos estão vulneráveis à doença. Isso principalmente a quem não tomou a dose atual.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A análise, realizada pelo ICB-USP (Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo), mostra que quem tomou a vacina há anos tem uma quantidade mais baixa de anticorpos.

Afinal, o vírus, que tem provocado a doença em muitos brasileiros neste ano de 2019, não é fielmente idêntico ao usado na composição da vacina. Vale lembrar que as vacinas são produzidas com vírus enfraquecidos, para que o organismo se fortaleça e crie imunização à doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Assim, o vírus do sarampo tem maior facilidade para entrar no corpo e se multiplicar, mesmo que a pessoa não apresente sintomas.

Dose atual da vacina contra o sarampo

Os autores da pesquisa destacam que a vacina aplicada atualmente é eficiente. Isso porque ela contém uma elevada quantidade de anticorpos, capazes de prevenir todos os tipos de vírus do sarampo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, eles afirmam que, provavelmente, a dose terá de ser reposta após 15 anos. Este é o tempo médio de eficácia da vacina.

Quem deve tomar a vacina

Bebês (6 meses a quase 1 ano)

Devido ao surto da doença no Brasil, o Ministério da Saúde pede para que os pais levem seus bebês de 6 meses a 11 meses e 29 dias para serem vacinados.

Bebês com sarampo podem chegar a óbito - Foto: Shutterstock
Bebês com sarampo podem chegar a óbito - Foto: Shutterstock

Até o dia 31 de agosto, Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de diversos estados aplicarão gratuitamente a vacina contra o sarampo a bebês.

A meta é intensificar a proteção deste público, que é mais suscetível a casos graves da doença - que pode levar a óbito.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A campanha é chamada de "Dose Zero" por ser uma ação preventiva que não consta no calendário de vacinação regular. Portanto, não substitui as doses indicadas oficialmente.

Jovens (15 a 29 anos)

Jovens de 15 a 29 anos também são prioridade para o recebimento da dose, pois fazem parte de grupo de risco.

Adultos

Cidadãos de até 59 anos que não têm comprovação de terem recebido a vacina anteriormente também podem ser vacinados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem não pode tomar a vacina

Grupos que não têm indicação de receber a dose:

Onde se vacinar

A tríplice viral (vacina que protege contra sarampo, rubéola e caxumba) está disponível em milhares de postos de vacinação no Brasil.

Confira o local mais próximo para se vacinar.

Surto de sarampo

Entre maio e agosto de 2019, foram registrados cerca de 1.680 casos de sarampo no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde. Apenas o estado de São Paulo concentra 99% das ocorrências.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O surto atual de sarampo é o pior já enfrentado em todos os tempos. Em nota, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que entre janeiro e julho de 2019 foram anunciados mais de 364.800 casos de sarampo em 181 países.

O número representa o triplo da quantidade de relatos da doença no mesmo período de 2018.

Sobre o sarampo

Entenda melhor sobre as doses da vacina do sarampo

Descubra se quem teve sarampo pode tomar a vacina

Veja como manchas podem identificar o sarampo

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)