PUBLICIDADE

Progressiva caseira: saiba os riscos do procedimento

Especialistas afirmam que a progressiva feita em casa pode ser ainda mais prejudicial ao fio do que a feita em salão

Procedimentos de alisamento dos fios ou de redução do volume e frizz ainda são os de maior procura nos salões, segundo o cabeleireiro Marcos Coraza, do Gilberto Cabeleireiros. Porém, com o objetivo de economizar, muitas pessoas estão fazendo isso em casa, sem a orientação de um profissional. Os produtos de escova progressiva caseira prometem o mesmo resultado do salão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O cabeleireiro explica que esse procedimento nunca deve ser realizado em casa, pois o resultado pode causar profunda irritação do bulbo capilar e até perda dos fios.

Riscos da escova progressiva

Na verdade, a escova progressiva, mesmo sendo feita em salão, apresenta muitos riscos aos fios. Segundo o tricologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia Felipe Chediek, alguns componentes que promovem esse alisamento podem causar desde a queda do cabelo até, em casos mais raros, graves danos à saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Alisantes proibidos como o formol e o glutaraldeído levam, com o passar do tempo, a degradação do cabelo, pela acidificação capilar. Já a quebra dos fios, grande parte das vezes, ocorre na terceira ou quarta sessão de alisamento", afirma o médico, que completa: "A inalação dos gases desses componentes e o contato com a pele podem ser perigosos tanto para a saúde dos clientes, quanto dos profissionais".

O formol é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde 2009. Por isso, o tricologista Felipe Chediek reforça que fazer a progressiva caseira pode ser ainda mais perigoso se tiver esse composto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Muitos produtos dizem não ter formol em sua fórmula, porém, acabam acrescentando essa substância proibida com nomes menos conhecidos. Procure sempre por profissionais capacitados, que trabalhem com produtos sérios de empresas corretas", orienta.

Como diminuir os riscos da progressiva

Antes de realizar esse procedimento, o tricologista recomenda sempre pesquisar sobre o salão e os profissionais e, principalmente, exigir o teste das mechas nos cabelos. "Só assim é possível saber se eles resistirão ao procedimento que você pretende fazer", afirma.

Depois que fizer a progressiva, é importante se atentar a possíveis sintomas de alergia. Eles são a coceira, ardência e aparecimento de manchas vermelhas no couro cabeludo. Esses sintomas são suficientes para que você procure um médico.

Alternativa à progressiva caseira

O tricologista afirma que existem produtos com a proposta de alisar sem causar danos no cabelo. Eles atuam como modeladores de formas e texturas do fio, tanto para a realização de um alisamento, quanto para a formação de cachos.

"São fórmulas a base de Cisteamina de Sódio. O resultado é um produto com pH praticamente neutro, agindo de maneira não agressiva à fibra capilar Isso permite uma condição mais saudável aos fios, com possibilidade de serem tratados, posteriormente, de forma mais eficiente", afirma Felipe Chediek.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)