Gravidez: sintomas, etapas e como engravidar rápido

Cada gravidez é única, mas há traços comuns a este período; saiba tudo sobre gravidez

A gravidez é o período de até 42 semanas em que uma mulher gera um bebê. Os sintomas de gravidez são os sinais de que uma gestação está começando. Eles variam de mulher para mulher e vão mudando a cada mês de gravidez. Veja como é o passo a passo da gravidez, os exames necessários em cada fase e quais os sinais de que a gestação está caminhando bem.

Como engravidar rápido

Enquanto muitas pessoas acabam engravidando sem querer, outros casais tentam engravidar mas demoram a conseguir. Engravidar rápido depende de diversos fatores relativos tanto ao homem quanto à mulher. Na maioria dos casos, para gerar uma gravidez, o casal deve aumentar a frequência de relações sexuais durante o período fértil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba como descobrir seu período fértil nesta reportagem.

Se um ano se passar com sexo frequente sem uso de contraceptivos e mesmo assim a gravidez não vier, pode-se considerar um caso de infertilidade conjugal. Mas não é motivo para desistência. Esse prazo é considerado apenas para que se busque ajuda de médicos especialistas que irão fazer exames e encontrar o melhor tratamento para engravidar.

Por VGstockstudio/Shutterstock
Por VGstockstudio/Shutterstock

Nesta matéria, encontre as causas e os tratamentos para infertilidade.

Sintomas de gravidez

Os sintomas de gravidez são reações do corpo às mudanças que ocorrem com a gravidez. A origem dessas transformações é hormonal, já que o ciclo normal é interrompido com a presença e implantação do zigoto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estes são os 20 sintomas iniciais de gravidez:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba tudo sobre estes sintomas de gravidez.

Sintomas de gravidez de gêmeos

Um gravidez de gêmeos ocorre quando há mais de um embrião se desenvolvendo na barriga da mãe. Como em uma gravidez de gêmeos há mais de um embrião se desenvolvendo, é natural que a quantidade de beta HCG, hormônio produzido pelo organismo durante a gestação pelas células precursoras da placenta, seja maior. Sendo assim, esse aumento na quantidade de beta HCG pode ser um indicativo de que há uma gravidez de gêmeos. Os outros sintomas também costumam ser mais intensos na gravidez de gêmeos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Porém, só será possível confirmar uma gravidez gemelar a partir da realização do ultrassom.

Testes de gravidez

Quando se observa os sintomas de gravidez, é necessário constatar a gestação fazendo um teste. É possível fazer um teste caseiro de gravidez, usando o exame comprado na farmácia e um pouco de urina, ou um exame de sangue. Ambos os testes medem a quantidade do hormônio beta-HCG no corpo da mulher. Ele está ligado à implantação do embrião no útero, e por isso fica aumentado durante a gravidez.

Teste de gravidez
Teste de gravidez

Descubra como fazer testes de gravidez da maneira correta.

Gravidez passo a passo

Primeiro trimestre de gravidez

1º mês (1 a 4 semanas)

Com 1 mês de gravidez, a mulher sente os sintomas de gravidez, mas as alterações externas no corpo não são tão visíveis. É possível que os seios estejam um pouco maiores e que você esteja mais inchada. Aprenda tudo sobre o 1º mês de gravidez.

2º mês (5 a 8 semanas)

Aos 2 meses de gravidez, é possível que você esteja sentindo mais enjoos matinais, principalmente decorrente da sensibilidade a cheiros. A essa altura, seu útero está com o tamanho de uma laranja e você pode sentir sua barriga aumentar. Aprenda tudo sobre o 2º mês de gravidez.

3º mês (9 a 12 semanas)

Com 3 meses de gravidez, a taxa do hormônio progesterona aumenta. Os possíveis resultados? Mau humor e um vermelhão no rosto. Dores-de-cabeça, tonturas leves e palpitações também são comuns nessa fase. Aprenda tudo sobre o 3º mês de gravidez.

Segundo trimestre de gravidez

4º mês (13 a 16 semanas)

Aos 4 meses de gravidez, o útero começa a sair da bacia. No início do mês, ele vai estar a oito centímetros abaixo do umbigo. No final, já vai ter crescido o dobro e você poderá senti-lo a quatro centímetros do umbigo. Descubra tudo sobre o 4º mês de gravidez.

5º mês (17 a 21 semanas)

Com a barriga aparecendo, é aos 5 meses de gravidez que as estrias podem começar a dar as caras. Os movimentos do bebê ficam mais perceptíveis às vezes, você pode ter a sensação de que está sentindo ele pulsar. Veja tudo sobre o 5º mês de gravidez.

6º mês (22 a 26 semanas)

Aos 6 meses de gravidez, o bebê ainda tem bastante espaço para se mexer, e você pode sentir claramente seus chutes. No final do mês, você pode sentir que o útero se contrai e relaxa rapidamente. São as contrações de Braxton Hicks. Elas são normais, não causam dor e acontecem em intervalos irregulares. É um tipo de preparo do corpo para o parto, que ainda está longe de acontecer. Aprenda tudo sobre o 6º mês de gravidez.

Terceiro trimestre da gravidez

7º mês (27 a 30 semanas)

Aos 7 meses de gravidez, aumenta o inchaço das pernas e pés, bem como a sensação de falta de ar. Isto porque o útero já está perto das costelas e pode comprometer a respiração. Esses desconfortos podem ser solucionados com a ajuda do médico. Descubra mais sobre o 7º mês de gravidez.

8º mês (31 a 35 semanas)

Com 8 meses de gravidez, seu útero estará cerca de 14 centímetros acima do umbigo. Isso faz com que o estômago seja pressionado para cima, causando azia e má-digestão. Para aliviar os sintomas, divida sua alimentação em pelo menos seis pequenas refeições ao longo do dia. Saiba mais sobre o 8º mês de gravidez.

9º mês (36 a 40 semanas)

Aos 9 meses de gravidez, você deve estar ansiosa à espera de seu bebê. Nesse período, a barriga está pesada e o bebê está descendo para a pelve, o que pode causar dores e desequilíbrios. Entenda o que esperar do último mês de gravidez.

Estágios da gravidez (Por wk1003mike)
Estágios da gravidez (Por wk1003mike)

Exames na gravidez

Durante a gravidez, a mulher precisa fazer alguns exames para descobrir se o desenvolvimento de seu bebê está adequado. Além disso, eles também servem para entender se a mãe precisa de alguma intervenção antes ou depois do parto.

Os exames da gravidez são:

No primeiro trimestre:

Exames de sangue:

No segundo trimestre:

No terceiro trimestre:

Exames de sangue:

Por VGstockstudio/Shutterstock
Por VGstockstudio/Shutterstock

De acordo com Alfonso Massaguer, obstetra da MÃE, clínica de reprodução assistida, é comum, mas não obrigatório, realizar novo ultrassom.

Enjoos na gravidez

Os enjoos são os sintomas de gravidez mais comuns no começo da gestação, antes mesmo de ela ser descoberta. No entanto, ele pode continuar ao longo dos meses, dependendo de cada organismo. Em geral, os enjoos continuam até a 20ª semana.

Para que eles sejam evitados ou até passem, os médicos recomendam hábitos e ajustes na dieta. Veja nesta reportagem algumas mudanças para evitar enjoos na gravidez.

Sangramentos na gravidez

Durante a gravidez, os sangramentos são uma questão que preocupa as mulheres. Eles são comuns durante todas as semanas, mas nem sempre são normais e às vezes indicam complicações.

Os sangramentos devido a relações sexuais devem ser breves, e provém de vasos que estão externos ao colo do útero, ou seja, não vêm do bebê. Se eles se prolongarem, é importante procurar um médico.

Sangramento na gravidez
Sangramento na gravidez

Entenda aqui como são e por que acontecem os sangramentos durante cada trimestre da gravidez.

Corrimento na gravidez

A secreção vaginal, popularmente chamada de corrimento, aparece em maior quantidade na gravidez, dando a impressão de que a calcinha está sempre molhada. É comum aparecer corrimento branco ou amarelado, quando entra em contato com a calcinha. Se ela aparece sem cheiro ou coceira, a secreção não deve preocupar.

O aumento na produção de estrogênio é a principal causa do corrimento na gravidez. Além disso, como durante a gestação há um aumento de circulação sanguínea na região vaginal, isso também faz com que haja um aumento de secreção. É comum que esses episódios se intensifiquem no último trimestre de gravidez.Entenda mais sobre cada cor de corrimento na gravidez.

Gases na gravidez

Durante a gravidez, o intestino da mulher costuma ficar mais lento. Esse quadro geralmente é associado a gases e constipação. Veja mais sobre gases na gravidez

Diarreia na gravidez

Por outro lado, diarreia na gravidez pode acontecer como em outras fases da vida: provocada por alimentação ou alguma infecção. De acordo com Fernanda Mauro, ginecologista e obstetra da Perinatal, a preocupação só deve ocorrer quando houver muitos episódios de diarreia, febre ou sangue nas fezes.

Ela reforça que a hidratação associada a uma dieta com alimentos leves é a principal forma de tratamento para diarreia na gravidez. O uso de medicações como lactobacilos e naturais também podem ser utilizadas.

Cólicas no início da gravidez

A cólica é um sintoma de gravidez que começa nas primeiras semanas de gestação e vai acompanhando toda a gestação, mudando de causa. Inicialmente, pode ser pela implantação do embrião e pelo aumento do volume uterino. Com o passar das semanas, a origem das cólicas pode ser a movimentação fetal e as contrações de treinamento.

O médico pode receitar analgésicos comuns para esse quadro, mas se nem assim as dores passarem, ou se elas vierem com sangramentos, é importante buscar avaliação médica.

Pressão alta na gravidez

A pressão alta que aparece na gravidez pode levar à pré-eclâmpsia. A complicação ocorre quando uma mulher grávida tem pressão arterial elevada (acima de 140/90 mmHg) a qualquer momento após a sua 20ª semana de gravidez, com desaparecimento até 12 semanas pós-parto. Além da pressão arterial elevada, outras complicações como excesso de proteína na urina e edema devem acontecer para se ter o diagnóstico de pré-eclâmpsia.

Se não for tratada, a pré-eclâmpsia pode levar a sérias - até mesmo fatais - complicações para a gestante e seu bebê.

Saiba os tratamentos para a pressão alta na gravidez nesta matéria.

Hemorroida na gravidez

A hemorroida também pode ser muito comum no período da gravidez, pois o crescimento do bebê vai comprimindo os vasos sanguíneos da região pélvica. Isso dificulta a circulação do sangue, favorecendo a dilatação dos vasos, o que causa varizes.

Além disso, segundo o ginecologista Mario Macoto, durante a gravidez, acontece um aumento da produção do hormônio progesterona, que relaxa a musculatura do intestino e contribui para a prisão de ventre. Assim, as fezes ressecam e a gestante tem dificuldade para evacuar, o que pode levar ao surgimento da hemorroida.

Saiba como lidar com a hemorroida na gravidez.

Diabetes gestacional

A diabetes gestacional é quando uma mulher descobre hiperglicemia pela primeira vez durante a gestação. A condição ocorre em aproximadamente 4% de todas as gestações.

Ela geralmente não apresenta sintomas, e é descoberta nos exames de rotina da gravidez.

Gravidez psicológica

A gravidez psicológica não é uma invenção ou mentira da mulher. Ela de fato sente os sintomas e acredita estar grávida. O corpo também produz hormônios típicos do período, como o estrógeno e a prolactina. Por isso, até a ausência de menstruação ocorre.

Saiba o que fazer em caso de diabetes gestacional.

Descubra as características de uma gravidez psicológica.

Gravidez anembrionária

Gravidez anembrionária é aquela em que há um saco gestacional, mas não há embrião. Também pode ser chamada de ovo cego. Ela acontece em cerca de 6% das gestações. Depois dos sintomas de gravidez iniciais, a gestação evolui para um abortamento espontâneo.

Fontes: