PUBLICIDADE

Ciência descobre a forma mais saudável de comer espinafre

O vegetal preferido do Popeye tem um alto valor nutricional e pode ficar ainda melhor se consumido da forma correta

Espinafre - Foto: Shutterstock/virtu studio
Espinafre - Foto: Shutterstock/virtu studio

Quem aí lembra do alimento preferido do Popeye? O espinafre, não à toa, foi eleito pelo personagem do desenho como um aliado para ter mais força. Essa verdura é rica em ferro (importante para a oxigenação do sangue), cálcio, magnésio e potássio, participa da formação dos ossos e dentes, saúde muscular e prevenção de câimbras. Também é fonte de vitaminas como A, complexo B e ácido fólico, C, E e K. Porém, esse alto valor nutricional pode ter seu efeito potencializado de acordo com a forma de preparo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pesquisadores da Universidade de Linköping, na Suécia, conduziram um estudo, publicado na revista Food Chemistry, para encontrar a maneira mais saudável de comer o espinafre. Eles examinaram o nível de luteína do alimento, que é um pigmento solúvel em gordura natural encontrado em vegetais verde-escuros. Esse antioxidante é importante, porque pode reduzir a inflamação nas células do sistema imunológico de pacientes com doença arterial coronariana.

Para a avaliação, os cientistas compraram espinafres em um supermercado e os cozinharam de várias maneiras. Eles fritaram, cozinharam e ferveram por até 90 minutos e mediram o nível de luteína. Eles também investigaram o nível de luteína quando o espinafre foi picado para saladas e smoothies.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Qual a melhor forma de consumir o espinafre?

Depois de analisar os resultados, eles descobriram que misturar espinafre ainda cru em um smoothie ou suco é a melhor maneira de obter luteína. É ainda mais benéfico quando um produto lácteo, como leite ou iogurte, é adicionado. Isso porque quando o espinafre é picado em pedaços pequenos, mais luteína é liberada das folhas, e a gordura do ingrediente lácteo aumenta a solubilidade da luteína no fluido.

Eles descobriram também que o aquecimento do espinafre, ao fervê-lo ou fritá-lo, por exemplo, retira grande parte da luteína. De fato, quando é frito em alta temperatura, uma grande fração da luteína é degradada após apenas dois minutos. Portando, o melhor não é aquecer o espinafre.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)