PUBLICIDADE

Refrigerante faz mal e pode matar; veja quantidade diária

Estudo revelou que bebida aumenta risco de morte e também revelou malefícios de outras bebidas açucaradas, como sucos e energéticos

Quando pensamos em refrigerante, dificilmente conseguimos encontrar alguma benefício à saúde em meio a uma lista extensa de danos que ele causa. Celulites, aumento da gordura corporal, taxas elevadas de sódio, ganho de peso e até mesmo depressão. Mas, a lista não para por aí.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Um estudo publicado na JAMA Internal Medicine, encontrou uma relação entre a quantidade de refrigerante consumida por uma pessoa e sua expectativa de vida. De acordo com os dados, o acompanhamento médio de um intervalo de 16,4 anos teve cerca de 41.693 mortes. Ou seja, o consumo de apenas 2 copos (250ml) por dia de refrigerante está associado ao maior risco de morte precoce.

De acordo com a angiologista Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e do American College of LifeStyle Medicine, o grande problema dos refrigerantes está no teor do açúcar e do sódio. Então, mesmo os diets, light, zero entram na lista, assim como outro tipos de bebidas, como sucos e energéticos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Geralmente, tudo que é gostoso tem um pouco de açúcar e de sódio, que confere sabor no alimento. Então quando você vai tirar o açúcar e acrescenta muito adoçante, uma maneira que a indústria usa para mascarar aquele sabor ruim do adoçante e realçar o sabor doce do alimento é acrescentando sódio", explica.

Refrigerante mata?

Pesquisadores de Agência Internacional para Pesquisa do Câncer usaram os dados de aproximadamente 452 mil pessoas de 10 países europeus, que estavam envolvidos na Investigação Prospectiva Europeia em Câncer e Nutrição (EPIC).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O estudo concluiu que a morte - de todas as causas - era maior entre as pessoas que consumiam dois copos (250ml) de refrigerantes por dia, independente se eram versões tradicionais, lights ou diets.

Além disso, pesquisadores puderam notar que as pessoas que optam pelas versões mais açucaradas e consumiam a mesma quantidade citada acima apresentavam maiores taxas de morte por doenças digestivas.

Malefícios do refrigerante

As conclusões do estudo são parecidas com outras que apontam as dietas ricas em açúcar e sódio são muito prejudiciais à saúde, aumentam os riscos de ter doenças cardíacas, derrames e até mesmo alguns tipos de câncer.

Sódio

"O sódio é vilão, porque ele vai contribuir com o aumento de pressão arterial, que é um fator de risco para a doença aterosclerótica e problemas circulatórios, e aumenta muito a retenção hídrica", explica a Dra. Aline.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ele também favorece a retenção de líquido, provoca inchaço, aumenta a pressão sobre os vasos sanguíneos e deixa o sangue mais denso, pesado, o que pode favorecer a formação de coágulos.

Açúcar

Além disso, a Dra. Aline aponta que "estudos mais recentes vêm apontando o carboidrato, o açúcar, que também está presente no refrigerante, como grande vilão para o aumento de colesterol", aponta a especialista.

Segundo ela, a substância também está relacionada com a obesidade a diabetes mellitus. Por isso, os estudiosos também apontam grande preocupação em relação aos hábitos alimentares. Especialmente com a epidemia de obesidade sendo impulsionada pelo alto teor de açúcar em muitos alimentos processados - e não somente no refrigerante. Essa lista também inclui sucos prontos, bebidas para atletas e bebidas energéticas.

Dessa forma, os problemas arteriais podem aumentar, causar um espessamento e acúmulo de placas de gordura dentro da parede das artérias, entupindo as artérias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Dependendo de qual lugar do corpo isso acontece, [além dos problemas cardíacos], você pode manifestar um infarto, um derrame ou aquele problema de claudicação (quando você vai caminhar e tem dificuldade de andar porque falta sangue nas pernas, como se a pessoa andasse uma quadra e tivesse que parar para descansar porque a perna começa a doer)", explica a médica.

Riscos do refrigerante

Refrigerante traz danos ao pênis e ao sexo

Beber refrigerante aumenta risco de câncer de próstata

Refrigerantes dobram risco de morte prematura por doença cardíaca