PUBLICIDADE

Lipoaspiração ou abdominoplastia: qual é melhor para cada caso?

Procedimentos para reduzir a gordura localizada na barriga são diferentes, mas podem ser complementares

Diversos procedimentos cirúrgicos existem para reduzir a gordura localizada na região da barriga. No entanto, a escolha entre eles depende da condição estética do abdome. Um pouquinho de gordura na barriga se trata com uma lipoaspiração. Mas quando há um acúmulo de muita gordura, temos que considerar o excesso de pele, flacidez da musculatura e abdome em avental, que são dobras na região do abdome resultado de flacidez de pele com acúmulo de gordurinhas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O excesso de pele em muitos casos pode ser resolvido apenas com uma lipoaspiração, que vai promover uma retração de pele. Mas é imprevisível, podendo ser excelente, resolvendo até um abdome em avental grande, ou não. Normalmente 80% dos casos de lipoaspiração em abdome em avental deixa as pacientes satisfeitas, e o restante é submetido posteriormente a ressecção de pele.

Lipoaspiração ou abdominoplastia

Portanto, há grandes diferenças entre os dois procedimentos. A abdominoplastia elimina parte da flacidez cutânea e a lipoaspiração não consegue atingir esse propósito, podendo até acentuar o excedente de pele.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A lipoaspiração realiza a remoção de acúmulo de gordura em locais com volumes indesejados, mas não visa eliminar as gordurinhas que estão abaixo dos músculos. É muito indicada para pacientes jovens e para mulheres que não tiveram gestações e estão sem flacidez cutânea.

Em contrapartida, a abdominoplastia, tem como característica um trabalho funcional, pois a musculatura do abdome pode ser reaproximada, resgatando a firmeza da parede abdominal. Faz sucesso entre aquelas pacientes que perderam muito peso ou que já passaram por gestações e sofrem com a flacidez cutânea.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por isso, quando é constatada muita flacidez da musculatura, conhecido como diástase, a abdominoplastia é o único tratamento a ser adotado. A musculatura pode ficar mais densa com a prática de exercício, mas nunca voltará a ficar rígida, principalmente após uma gravidez. Nestes casos os músculos serão aproximados, solucionando o problema da flacidez e excesso de pele. A cirurgia resulta em uma cicatriz grande no abdome inferior, apesar de ficar escondida.

Lipoabdominoplastia

A junção dos dois procedimentos para quem deseja se livrar da gordura e da flacidez ao mesmo tempo é chamado de lipoabdominoplastia. A gordura é retirada com a lipoaspiração e as sobras de pele do abdome são corrigidas por meio da abdominoplastia. Assim consegue-se o contorno do corpo desejado.

Abaixo algumas diferenças entre os procedimentos que contemplam a melhora da região abdominal:

Como é feita a abdominoplastia

Retira-se um segmento que inclui pele e gordura, que vai do umbigo até a região pubiana. A anestesia é geral ou peridural. Os exames pré operatórios são hemograma completo, coagulograma completo, glicosúria e creatinina. Ela exige avaliação cardiológica e risco cirúrgico. No pós-operatório é necessário o uso de cinta por 60 dias, sessões de drenagem linfática, retorno dos exercícios físicos em três meses, depois da retirada de pontos do umbigo em sete dias. O resultado final ocorre em até três meses.

Como é feita a lipoaspiração

É realizada uma aspiração da gordura de toda região da cintura, visando a região abdominal. A anestesia é geral ou peridural. Os exames são os mesmo citados acima. É necessário o uso de cinta por três semanas e sessões de drenagem linfática. O retorno às atividades ocorre em 48 horas. O resultado final é visto em até três meses.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)