Envelhecimento da mulher impacta músculos ligados ao sexo e ao controle do xixi

Períneo, conjunto de músculos que vai do clitóris ao ânus, merece atenção desde cedo; aprenda exercícios para fortalecer a região

Uma região pouco conhecida e que merece destaque na saúde íntima feminina com o passar dos anos é o períneo. O períneo ou assoalho pélvico é um conjunto de músculos e ligamentos que se estende do clitóris ao ânus da mulher e que, como outros músculos, sofrem com o impacto da idade. Esses músculos participam de maneira significativa no controle urinário e fecal, auxiliam no suporte dos órgãos pélvicos (bexiga, útero e reto), na função sexual feminina e no parto, favorecendo a saída do bebê.

Homens e mulheres possuem períneo, porém as mulheres têm maior propensão a desenvolver disfunções nessa região. São vários os motivos que aumentam a probabilidade da mulher ter problemas ligados ao períneo, a começar pela anatomia dessa área. A mulher possui três falhas anatômicas: a uretra, a vagina e o ânus que a deixa mais propensa aos prolapsos (bexiga caída). Além disso, a gestação, o parto, a obesidade e esportes de impacto são fatores que podem desencadear mudanças significativas no assoalho pélvico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O climatério e a menopausa merecem uma atenção especial, já que nessa época ocorre um declínio do estrogênio, do colágeno e da elastina deixando a mulher mais propensa a incontinência urinária (perda de urina), a incontinência fecal e a flacidez perineal que poderá prejudicar a função sexual e o orgasmo. Daí a importância de a mulher exercitar seu assoalho pélvico na mais tenra idade como forma de prevenção dessas disfunções.

Devido a sua comprovação científica e elevadas taxas de sucesso, a fisioterapia pélvica é recomendada como tratamento de primeira escolha dessas disfunções pelas principais associações internacionais de urologia e ginecologia. Em alguns casos, a fisioterapia pode estar associada ao tratamento medicamentoso e ao uso do laser em casos de flacidez e ressecamento vaginal. Nos casos mais graves de incontinência urinária e fecal e de prolapsos a cirurgia deverá ser avaliada pelo urologista ou ginecologista.

Sendo assim, toda mulher deveria começar a prestar atenção na região do assoalho pélvico mais cedo, realizando uma avaliação fisioterapêutica desses músculos para começar a exercitá-los de maneira adequada a fim de assegurar um envelhecimento saudável e sem preocupações.

Identifique e teste sua região pélvica:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1- Identifique os seus músculos do assoalho pélvico: Você já se olhou na intimidade?

Com auxílio de um espelho, observe sua região genital. Identifique o clitóris, a uretra, vagina e o ânus. Essa é a região do assoalho pélvico ou períneo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2 - Ainda com o espelho, contraia a vagina e o ânus como se fosse prender um gás. Você verá o movimento do ânus e da vagina para dentro.

Tenha cuidado para não contrair o abdômen e o bumbum junto ao exercício. Apenas contraia a vagina e o ânus.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3 - Agora tente realizar essa contração de maneira sustentada e conte até quantos segundos você consegue contrair a vagina e ânus.

Não prenda o ar. Respire naturalmente enquanto faz o teste.

4 - Se você conseguiu os dois exercícios está de parabéns! Agora deve fazer uma avaliação com o fisioterapeuta para saber a quantidade de exercícios adequada para você. Na avaliação também será avaliado se você possui algum tipo de flacidez do assoalho pélvico, bem como se precisa de outros recursos para melhor execução dos exercícios. Equipamentos como o biofeedback, a eletroestimulação e os cones vaginais.

5 - Se você não conseguiu realizar as contrações ou tem dúvida sobre os exercícios, você não está sozinha, 30% das mulheres não possuem consciência desses músculos. Procure um fisioterapeuta pélvico. Existem recursos que auxiliam no despertar desses músculos.

Nunca é tarde para começar os exercícios perineais e dar um upgrade na sua qualidade de vida.