PUBLICIDADE

Adotar um animal pode ser chave para combater a depressão: Entenda

Segundo estudo, pessoas que adotavam animais após algum tempo de tratamento obtinham melhora

Animais de estimação alegram nossa vida, e isso não precisa de pesquisa para comprovar. No entanto, um estudo testou como a adoção de um animal impactava a recuperação de pessoas com um tipo de depressão resistente a tratamentos. Os resultados mostraram que a adoção contribuiu para a remissão dos sintomas depressivos nesses pacientes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Durante a pesquisa, os cientistas da Clínica Médico-Psiquiátrica da Ordem, em Porto, Portugal, selecionaram pacientes que estavam em tratamento com antidepressivos há algum tempo porém não apresentavam melhora. O transtorno é chamado de depressão maior resistente.

A estas pessoas foi sugerida a adoção de um animal. Destas, 33 aceitaram o desafio. O grupo de controle era constituído por outras 33 pessoas que não aceitaram a sugestão e não tinham um animal. Todos eles mantiveram o tratamento farmacológico normal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Depois de 1, 2 e 3 meses, os cientistas fizeram testes de depressão nestes pacientes. Os resultados mostram que o grupo que adotou um pet teve uma melhora nos resultados destes testes, bem como taxas mais altas de resposta ao medicamento e remissão dos sintomas. No grupo controle, nenhum paciente respondeu ou remeteu.